SVB ativa. Iniciativa pioneira no interior paulista traz cardápio vegetariano variado para crianças de 0 a 6 anos.
Iniciativa pioneira no interior paulista traz cardápio vegetariano variado para crianças de 0 a 6 anos.

Com 20 anos de existência e uma consolidada base em educação infantil ecopedagógica, a Tradicional Escola Infantil Zé Colméia, em parceria com o Grupo Ribeirão Preto da Sociedade Vegetariana Brasileira, criou um cardápio vegetariano variado para as crianças, sob a orientação do médico nutrólogo Dr. Eric Slywitch, coordenador do Departamento de Medicina e Nutrição da ONG.

A composição dos grupos alimentares, segundo o nutrólogo, é variada e inclui cereais, leguminosas, oleaginosas, tubérculos, legumes, verduras e frutas. Junco Luci Okino, proprietária da escola, diz-se muito feliz com a nova fase, iniciada há algumas semanas e conta que “As crianças estão muito animadas e gostando muito, principalmente de almôndega de proteína de soja, bolinhos de lentilha e omelete de tofu”.

Vegetarianismo, do ponto de vista nutricional, significa não se alimentar de carnes de qualquer tipo (vaca, frango, peixe, carneiro, avestruz, escargô, frutos do mar, etc.) e também não ingerir produtos que contenham esses alimentos”, afirma Slywitch, e completa que vegetariano não vive só de verduras e legumes, como geralmente as pessoas pensam. “Esses alimentos fazem parte da alimentação, mas não são a base da dieta vegetariana”, afirma.

Cristiane Mariano, mãe de uma aluna da escola, vegetariana há quatro anos, confessa estar muito feliz com a opção saudável da escola e afirmaque sua filha de dois anos é muito sadia e está até acima da média no seu crescimento em relação ao de outras crianças não vegetarianas, e que os pais deveriam se atentar melhor para a alimentação dos filhos, oferecendosempre alimentos frescos, procurando variar os grupos ingeridos, incluindo os integrais.

A Sociedade Vegetariana Brasileira, em parceria com a escola, estará orientando também os pais dos alunos interessados, dando apoio nutricional no sentido de dar continuidade à alimentação saudável também em casa. De acordo com Adriano Saran,coordenador do grupo de Ribeirão Preto da SVB, “esta é a hora e a vez do vegetarianismo, urge que a humanidade preste atenção aos sinais que o reino animal está dando como a gripe aviária e outras doenças que deverão posteriormente se estender aos chamados ´animais de consumo`, e que eclodirão em breve. Os animais são seres que têm sua autonomia e vida própria e também sentem dor, e sua criação extensiva traz prejuízos incalculáveis para o meio ambiente e a saúde. Diante deste e vários outros fatos, tenho certeza absoluta de que o futuro da humanidade será o vegetarianismo. A Sociedade Vegetariana Brasileira está de braços abertos para atender gratuitamente escolas que necessitem deste apoio”, finaliza.

Mais informações: Escola Zé Colméia - www.escolazecolmeia.com.br

Receba as novidades!

Receitas

Midia

Scroll to top