donate-home.png

SVB 01 quadradaVeículo envelopado representa os 16 milhões de porcos, bois e frangos que diariamente são carregados aos frigoríficos. Ação convida as pessoas a tirarem a carne do prato

Quem circulou pelo trânsito de São Paulo em dezembro/2021 se deparou com uma cena impactante: um caminhão envelopado como se transportasse animais ao abate, com emissão de sons que retratam o sofrimento da viagem. Todos os dias, a cena real se repete para 16 milhões de animais que são levados até o frigorífico, só no Brasil.

Leia mais...

SSC carta bradesco1 2Prezado Presidente Octavio de Lazari,

Ficamos muito surpresos, no bom sentido, quando vimos o vídeo veiculado pelo Banco Bradesco que falava sobre a redução do consumo de carne como uma medida importante de sustentabilidade.

Conteúdos como esse são importantes para mostrar uma recomendação de atitude real, sustentabilidade na prática, ações que de fato façam a diferença, e não apenas falar mas não praticar sustentabilidade.

Mudanças de hábitos são uma parte importante do movimento da humanidade para não só reduzir a pegada de carbono, como o vídeo sugere, mas também ter uma pegada ecológica menor e mais responsável em outros quesitos. Os benefícios ambientais da redução no consumo de proteínas animais são amplamente reconhecidos na literatura científica, já que a produção de proteínas vegetais faz uso de recursos naturais - como terras e água - muito mais eficiente, com menos desperdício. A redução no consumo de carnes também ajuda a combater a poluição do solo, da água, e até mesmo problemas de saúde individual e pública, como as zoonoses.

Leia mais...

ssc paulQuestionário mostrou que, após um período de cinco anos, 30% dos participantes deixaram de consumir carne e derivados. 

Imagine uma pessoa que, toda segunda-feira, resolve tirar a carne das suas refeições visando contribuir na redução dos impactos que o consumo de proteína animal tem para a própria saúde, os animais e o meio ambiente. Após cinco anos montando pratos recheados de legumes, verduras, leguminosas e cereais por pelo menos um dia da semana, ela conclui que é possível manter essa alimentação diariamente e decide se tornar vegetariana ou vegana.

Leia mais...

SVB IBOPE infografico materia SVB EN

According to IPEC research, old Ibope Inteligência in Brazil), more than 30% of Brazilian people already choose vegan options in restaurants and other establishments; almost half of those interviewed do not consume meat for one or more days a week by their own choice.

 

The change in the consumption profile of the Brazilian population is changing the market known as “food service”, related to food business outside the home such as bars, restaurants, cafeterias, and others. The study, commissioned by Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), was realized by IPEC, old Ibope Inteligência, in February of 2021, with Brazilians residing in all regions of the country. The results show that one-third of Brazilians already choose vegan options on the menus of restaurants and cafeterias. Moreover, 46% of Brazilians already stopped eating meat, by their own choice, at least once a week. Access research full data here.

 

Leia mais...

prato-veg-ipec-2021

Um terço das pessoas já escolhe opções veganas em restaurantes e outros estabelecimentos - e quase metade opta por não comer carne um ou mais dias por semana.

 

Em fevereiro, a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), encomendou uma pesquisa a ser feita  pelo  Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria — o antigo Ibope Inteligência aqui no Brasil), que pode ser acessada aqui. Constatou-se que em todas as regiões brasileiras e independente da faixa etária, 46% dos brasileiros já deixam de comer carne, por vontade própria, pelo menos uma vez na semana.

 

Entendo que seja um sinal claro da mudança de comportamento do brasileiro em relação ao consumo de carne, além de também revelar que existe uma oportunidade gigantesca para as marcas de alimentação que tiverem bons produtos veganos nos seus cardápios e portfólios.

Leia mais...

SVB Ipec infografico materiaSVB

Segundo pesquisa do IPEC, antigo Ibope Inteligência, mais de 30% das pessoas já escolhem opções veganas em restaurantes e outros estabelecimentos; quase metade dos entrevistados não comem carne um ou mais dias por semana por escolha própria. 

 

A mudança no perfil de consumo da população brasileira está transformando o mercado conhecido como ‘food service’, relacionado aos negócios de alimentação fora de casa como bares, restaurantes, lanchonetes entre outros. O estudo, encomendado pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), foi realizado pela consultoria Inteligência em Pesquisa e Consultoria (IPEC), antigo Ibope Inteligência, em fevereiro deste ano, com brasileiros residentes em todas as regiões do país. O resultado mostra que um terço dos brasileiros já escolhe opções veganas nos cardápios de restaurantes e lanchonetes. Além disso, 46% dos brasileiros já deixam de comer carne, por vontade própria, pelo menos uma vez na semana. Acesse os dados completos da pesquisa aqui.

Leia mais...

Receba as novidades!

Receitas

Midia

Youtube SVB

Scroll to top